domingo, 4 de novembro de 2012

por salas inebriadas

 
A cortina se abre e as verdades se desvelam frente a uma platéia ansiosa pela diversão, subversão, sonho, desejos e realidades muitas vezes aquém ao mundo ideal de todos.
As estréias dessa semana com Também queria te dizer... e Salve Jorge Fernando me mostraram o quanto somos pequenos quando tratamos o mundo com os desejos dele.
Ver platéias inebriadas, atores, diretores, produtores e técnicos, pessoas envolvidas com a alma nesse processo de readaptação a vida me motiva a ter nos olhos o brilho e a emoção de fazer parte dessa parcela de alegria que leva as pessoas para casa.
Quando em breve vermos os teatros e salas, espaços cênicos ocupados de alegrias e transbordando felicidade em sorrisos e abraços que saem dessas salas com a emoção daquele dia, ficarei mais satisfeito, mais alegre, muito mais feliz por estar colaborando numa pequena parcela em incentivar a arte e a educação numa nação que clama por acesso a cultura e o direito de ser feliz.
Em Salve Jorge Fernando temos mais uma vez um projeto luminotécnico que contempla o prazer em fazer do palco o que queremos, com nuances dramatúrgicas, momentos cômicos e situações que empolgam o público com um também projeto de vídeo e efeitos especiais que hoje transformaram esse espetáculo num sucesso de público e uma promessa de muito prazer para os que tem o privilégio de viver Jorge Fernando em cena.
Também queria te dizer... de Victor peralta nos dá a incrível experiência de ter no trabalho do ator uma fração de desespero dos que precisam externar a verdade aflita nos desejos não revelados nessa intrépida viagem da vida. Emílio Orciollo Neto emociona sem qualquer recurso cênico, sem a mínima necessidade de ponttuar ou valorizar qualquer palavra que saia de sua boca, pois o olhar desesperado da vida que segue já faz a platéia sentir o peso desa viagem pelo universo masculino nesse recorte de tempo do personagem que costura a dramaturgia de Martha Medeiros.
Dois projetos incríveis em cartaz e que prometem aos que tiverem essa oportunidade dar o que de melhor se tem na arte de entreter.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Suor e prazer

Mais satisfação que fazer o que se gosta é ter a oportunidade de apender a fazer coisas que muitas vezes já sabemos, porém de maneira diferente.
Reencontrar pessoas, fazer novos amigos, ter o prazer de se aliar a bons profissionais e o privilégio de compartilhar o ambiente de trabalho com alguns"ídolos" técnicos de teatro, iluminadores e designers de som me faz todos os dias agradecer a oportuidad  de acreditar nos meus sonhos e fazer da minha profissão alimento para o meu dia-a-dia.
Os intensos meses de Setembro e Outubro me reservaram surpresas que tem a mesma proporção das alegrias que teremos nos palcos aqui do Rio de Janeiro nos meses que se sucedem.
O privilégio de encontrar nessa estrada da vida referências em iluminação que até então era me conhecido das revistas do ramo e do olhar atento da plateia, hoje é realidade no meu cotidiano e me norteia a encarar de frente o mercado que, em ebulição, consegue absorver esse profissional e todos os amigos que também se dedicam com afinco ao ofício de técnico em espetáculos de diversão.
Depois do festival Porto Alegre Em Cena no mês de Setembro, a temporada de A Peça do Casamento no espaço Furnas Cultural na Eletrobrás em botafogo se estendeu até meados de Outubro e ainda teve participação no lançamento do Festival de Vitória recentemente. Montagens de Alô Dolly, Querida Mamãe, Feriado de Mim Mesmo, assessoria para LPL em The Voice Brasil, Athina Onassis e Evanescence foram alguns dos temperos que junto de Sereonato com Nenung e o projeto Dragão na parceria de Dado Villa Lobos enrriqueceram meus argumentos como técnico iluminador.
O desafio agora está em encarar os ensaios para a estréia no dia 03 de Novembro no espaço Midrasch, no Leblon com a peça Também Queria Te Dizer com Emílio Orciolo Neto. Ainda em Novembro Salve Jorge Fernando volta a cartaz em Niterói no mesmo dia 03 de Novembro numa breve temporada no Teatro Abel.
Os desafios e oportunidades de crescimento aí estão, a frente dos que querem e fazem teatro por amor a esse ofício tão importante para deixar a vida de alguém mais feliz.

                                                                       
 
 







segunda-feira, 30 de julho de 2012

circo da vida

A busca de todos técnicos em iluminação é a garantia de todos spots funcionando assim que o projeto é montado. Inevitavelmente acontece por vezes de um "amigo" ou outro não corresponder a todo amor que temos pelos projetores que dão o pão nosso de cada dia.
A experiência em conhecer diversos meios de consumo nas artes cênicas nos leva enquanto técnicos a buscar relações de trabalho onde aprendemos a cada dia um pouco mais de como podemos qualificar nossos projetos mesmo com tecnologias nem tão contemporâneas assim.
Após o pontapé inicial na temporada da Peça do Casamento de Pedro Brício no teatro Carlos Gomes no Rio de Janeiro, vim buscar esses meios de consumo e relações de trabalho que colaboram em muito com o aprimoramento técnico e moral no cotidiano como técnico em iluminação.
O Cirque Du Soleil estreia em Porto Alegre e para fazer parte de um projeto dessa grandeza é preciso entender a maneira que se comporta o mercado de trabalho, aprimorar a técnica e saber aonde se quer chegar enquanto profissional iluminador.
Estar a vontade com a feição, aproveitar os momentos livres para se concentrar na forma como as grandes companhias vem investindo seu tempo e saber filtrar os interpéries vividos em grandes montagens, são os ingredientes desse primeiro passo dado a partir da segunda quinzena de Julho.
A oportunidade de ser iluminador de uma das maiores produtoras cariocas e também fazer parte da equipe de iluminação da maior companhia de circo do mundo, me coloca às costas a responsabilidade moral de dar mais um passo no crescimento profissional e na busca pelo entretenimento como bem de consumo durável, pois torna-se impossível sair indiferente a qualquer reação cênica que vivemos numa casa de espetáculos.
Ter o privilégio de se concentrar nos pequenos detalhes que fazem de um apanhado de palavras um fragmento vivo que interage com o público, me faz mais feliz enquanto profissional das artes e sonhador de uma sociedade mais capaz de enfrentar o seu dia-a-dia com a leveza que saímos depois de assistir um bom espetáculo.
Para se ter o que se quer, alcançar o que precisa e passar adiante o que se aprendeu, é preciso ter fé nas suas conquistas, consciência nas suas derrotas e coragem nos seus atos.
Se todo esse movimento que envolve e nos faz realizadores de nós mesmos é a energia para todos esses conceitos acerca não apenas do ofício que envolve a iluminação mas sim dos profissionais das artes, mantenhamos a roda girando nos circos da vida.

sábado, 7 de julho de 2012

um pouco mais

Com imenso prazer de se fazer teatro se encerrou mais um ciclo.
A temporada de quase seis meses de Salve Jorge em dois teatros no Rio de Janeiro deixou equipe e platéia emocionados com o talento e multiplicidade de Jorge Fernando. A competência da Bons Dias Produções também não deixou a desejar e atendeu com todo respeito o público e equipe nos desafios de adaptação do espetáculo com a troca de teatro e urgências que demandavam o roteiro da peça.
Felizes e até breve, assim se faz teatro.
Ainda reflexo do primeiro semestre que se fecha, foi o Festival Brasil Cena Internacional em cartaz até 10 de Junho no Centro Cultural Banco do Brasil na mesma cidade maravilhosa. Os grupos de Bélgica, França, Chile e Venezuela, além dos tantos brasileiros que abrilhantaram o festival, nos mostraram que se tem teatro de qualidade em qualquer língua, em qualquer formato, basta o enlace do público com a expressão cultural que mais cresce no Brasil. A oportunidade de trabalhar e aprender com grandes grupos de teatro nos faz acreditar que todos os dias são felizes quando nos permitirmos aprender um pouco mais.
O ponta-pé inicial do segundo e incógnito semestre é o casamento com a Primeira Página Produções Culturais.
Convidado por Maria Siman para realizar a turnê do espetáculo A peça do Casamento, com direção de Pedro Brício num texto de Edward Albee, iniciamos no dia 5 de Julho a viagem pelo interior do Rio Grande do Sul onde sete cidades terão o prazer de conhecer esse texto ácido e verossímil. Uma montagem de bom gosto com nuances do nosso cotidiano, com a ilusão dos nossos sonhos e a frieza das verdades da vida o público pode conferir de perto o talento de Guida Vianna e Dudu Sandroni.
O projeto de luz, muito refinado e com uma percepção ímpar das variações de cor, tem em seu projeto um conceito variado dos climas de tensão e curvas dramáticas, onde o próprio ator e platéia são envolvidas por trocas suaves que aproximam a narrativa do espectador.
A primeira apresentação em Santa Cruz do Sul foi um sucesso, desafiadora e com um ótimo retorno do público. Que tenhamos platéias lotadas, equipes satisfeitas e aprendido um pouco mais a cada dia.


A Peça do Casamento





Serviço


Circuito SESC (RS) – Julho/2012
06/07 – Santa Cruz do Sul
08/07 – Santa Maria
10/07 – Santa Rosa
12/07 – Carazinho
13/07 – Erechim
14/07 – Passo Fundo
15/07 – Gravataí

Horários a confirmar
Endereços em: https://www.sesc-rs.com.br/cultura/teatros.asp

sábado, 2 de junho de 2012

Maio

Nos devaneios de uma loucura, sigo dentro da mesa de planejamento e do palco aberto, esperando o público rir e se emocionar com as artes que inflamam e confortam os que buscam esse estímulo intelectual.
Nesse mês de Maio que se despede o projeto Tamburilando Surnacimientos toma a frente dos planos como iluminador e se apresenta em breve nos palcos de Porto Alegre e Montevidéu. O cantor e compositor Felipe Azevedo fará junto de Gastón Rodriguez no palco do teatro São Pedro e teatro Sollís uma performance única para a divulgação dos projetos desse excelentes músicos que conversam entre si uma musicalidade ímpar ao som dos violões de inconfundíveis peculiaridades.
No projeto de luz de Tamburilando Surnacimientos teremos cicloramas alternativos e projeções singulares ao projeto. O ambiente cênico será recheado de contrastes e cores que remetem ao inconsciente de cada pessoa da platéia a explorar a musicalidade desse grande show.
Nos dias 3 e 5 de Julho em Porto Alegre e Montevidéu respectivamente, confira Tamburilando Surnacimientos.

Ainda em cartaz, Jorge Fernando esbanja toda sua virtude como ator no espetáculo salve Jorge, em cartaz até 01˚ de Julho no Teatro dos Grandes Atores na Barra da Tijuca no rio de Janeiro. Nesse teatro a profundida toma o palco exibindo toda funcionalidade da cenografia do espetáculo, proporcionando para a iluminação uma brincadeira interessante na disposição das pernas de Led e cortinas com o mesmo efeito. Na sala vermelha do Teatro dos Grandes Atores estamos trabalhando com um rider do próprio teatro com projetores elipsoidais, fresnel, plano-convexo e lâmpadas Par 64 #5 e #2.
Já a Unicirco abre sessões em horário alternativo a partir de três horas da tarde com o espetáculo Unicirco Rock Show que segue em temporada até Dezembro próximo na Quinta da Boa Vista.
A parceira Companhia da Luz segue estruturando grandes eventos e aportando como grande fornecedor da Rio +20, sempre sob o olhar capacitado e coerente de Juarez Farinon, grande iluminador.
Também iniciado um trabalho no último dia do mês de Maio que é o 1˚ festival Cena Brasil Internacional no CCBB ( http://www.bb.com.br/portalbb/page511,128,10158,1,0,1,1.bb?codigoMenu=9894&codigoEvento=4742&codigoRetranca=183 )
que reunirá até dia 11 de Junho grandes encenadores a preços populares.



Projetos, planos, loucuras, estamos todos buscando o mesmo, a felicidade, portanto tenhamos a paciência necessária para acertar nos planos, ser coerentes nos projetos e tratar as nossa loucuras.

domingo, 8 de abril de 2012

Teatro

Em cartaz com duas produções que estão dando o que falar, desenhei nos últimos 90 dias dois projetos muito peculiares e de resultados surpriendentes.
Em um projeto único sob as lonas do país, o Unicirco Rock Show teve uma roupagem cênica que traz a floresta e o picadeiro dentro do mesmo conceito.
Com texturas em movimento e dinâmicas de profundidade, os climas ambientados remetem a platéia aos grandes palcos do mundo com ares de super produção e um ambiente agradável a atuação cênica. Com um esforço mútuo de artistas e toda equipe técnica se desenvolveu um projeto que atende perfeitamente as necessidades da cena e manteve confortável o elenco para as incríveis performances da Universidade de Circo Marcos Frota.
Em Salve Jorge Fernando a luz assistida por mim à Juarez Farinon deixou a mão afiada para o improviso e a maneira sútil de se estar em cena enquanto iluminador.
Com movimentos combinados ao elenco, Jorge Fernando brinca no palco que remete aos climas dos tempos onde começou sua carreira e fez com que sua trajetória fosse repleta de sucessos e virtudes.
Vale lembrar que a criatividade no simples de Vilmar Olos, também fez do projeto de luz de Ato de Comunhão um sucesso de público e crítica por onde passou, espetáculo que estive em cartaz durante todo mês de Janeiro nas Ruínas de Santa  Teresa.

Unicirco Rock Show
 Estreou no último dia 29 o espetáculo Unicirco Rock Show, mais recente projeto de direção de Jorge Fernando. Nesse resgate do teatro-circo o diretor leva ao público o encantamento cênico do design de luz e som aliados ao requinte de números circenses com a tradição do circo e a contemporaniedade dos dias de hoje.

                                                                       mais em:

 Salve Jorge Fernando

Sucesso de público e crítica Jorge Fernando brinca de fazer teatro no shopping da gávea de sexta a domingo até 29 de Abril. O diretor que aposta num formato irreverente e cheio de surpresas se diverte com as histórias vividas por ele nesse encontro casual com a platéia.
                                                                                  mais em:

Ato de Comunhão
Uma comovente história de solidão e preconceitos que coloca a prova toda capacidade de Gilberto Grawonski a mostra para o público que já teve a oportunidade de conferir Ato de Comunhão. Num projeto de direção conjunto de Warley Goulart e o próprio Gilberto o público sua frio nos instantes que está na presença de "Frank da Alemanha".
  mais em: